Segunda-feira, 2 de Maio de 2011

A Páscoa na Unidade de Média Duração e Reabilitação (UMDR)

No passado dia 20 de Abril a UMDR comemorou com os seus Utentes a Páscoa.

Para o evento, inicialmente foram recolhidas receitas dos tradicionais folares da Páscoa ,e posteriormente com a colaboração de alguns dos Utentes e funcionários procedeu-se à confecção dos mesmos.

No final da confecção das iguarias todos foram convidados a lanchar o tradicional Folar da Páscoa Algarvio.

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixamos-vos com uma curiosidade, para quem não conhece.

A Lenda do Folar da Páscoa:

 

A lenda do folar da Páscoa é tão antiga que se desconhece a sua data de origem. Reza a lenda que, numa aldeia portuguesa, vivia uma jovem chamada Mariana que tinha como único desejo na vida o de casar cedo. Tanto rezou a Santa Catarina que a sua vontade se realizou e logo lhe surgiram dois pretendentes: um fidalgo rico e um lavrador pobre, ambos jovens e belos. A jovem voltou a pedir ajuda a Santa Catarina para fazer a escolha certa. Enquanto estava concentrada na sua oração, bateu à porta Amaro, o lavrador pobre, a pedir-lhe uma resposta e marcando-lhe como data limite o Domingo de Ramos. Passado pouco tempo, naquele mesmo dia, apareceu o fidalgo a pedir-lhe também uma decisão. Mariana não sabia o que fazer.
Chegado o Domingo de Ramos, uma vizinha foi muito aflita avisar Mariana que o fidalgo e o lavrador se tinham encontrado a caminho da sua casa e que, naquele momento, travavam uma luta de morte. Mariana correu até ao lugar onde os dois se defrontavam e foi então que, depois de pedir ajuda a Santa Catarina, Mariana soltou o nome de Amaro, o lavrador pobre.
Na véspera do Domingo de Páscoa, Mariana andava atormentada, porque lhe tinham dito que o fidalgo apareceria no dia do casamento para matar Amaro. Mariana rezou a Santa Catarina e a imagem da Santa, ao que parece, sorriu-lhe. No dia seguinte, Mariana foi pôr flores no altar da Santa e, quando chegou a casa, verificou que, em cima da mesa, estava um grande bolo com ovos inteiros, rodeado de flores, as mesmas que Mariana tinha posto no altar. Correu para casa de Amaro, mas encontrou-o no caminho e este contou-lhe que também tinha recebido um bolo semelhante. Pensando ter sido ideia do fidalgo, dirigiram-se a sua casa para lhe agradecer, mas este também tinha recebido o mesmo tipo de bolo. Mariana ficou convencida de que tudo tinha sido obra de Santa Catarina.
Inicialmente chamado de folore, o bolo veio, com o tempo, a ficar conhecido como folar e tornou-se numa tradição que celebra a amizade e a reconciliação. Durante as festividades cristãs da Páscoa, o afilhado costumam levar, no Domingo de Ramos, um ramo de violetas à madrinha de baptismo e esta, no Domingo de Páscoa, oferece-lhe em retribuição um folar.

Fonte: Lenda do Folar da Páscoa. In Diciopédia X [DVD-ROM]. Porto : Porto Editora, 2006. ISBN: 978-972-0-65262-1

 


publicado por CVP - Del.Tavira às 09:51

link do post | comentar


Contactos

Cruz Vermelha Portuguesa Delegação de Tavira
Largo do Carmo
8800-311 Tavira

tel.: 281 323 473
fax.: 281 324 301

tel. ambulância: 281 321 667

e-mail: dtavira@cruzvermelha.org.pt


Queremos conhecer
a sua opinião!

Vote, comente e registe sugestões.


acho este blog...
Muito bom
Bom
Mediano
Fraco
Muito fraco
  
pollcode.com free polls


Saiba mais sobre

a gaivota

a gaivota actividades actividades

a semente

actividades

actividades actividades castro marim

actividades castro marim

actividades castro marimactividades

actividades eventos

actividades notícias

actividades unidade de manutenção

actividades unidade de reabilitação

apoio social

artigos

campanhas de apoio

castro marim

coleccionável saúde

colóquios e congressos

destaque

ementa da semana

eventos

formação

gira ao sol

notícias

núcleo

o padrinho sapo

rastreios gratuitos

refeitório

serviço de teleassistência

tavira

unidade de manutenção

unidade de reabilitação

unidade socorro

vídeos

todas as tags

Links

Arquivos

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Pesquisar neste Blog

 
blogs SAPO

Subscrever feeds