Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Equipas da Cruz Vermelha vão dar resposta a pedidos de emergência social da linha nacional 144

04.06.08, CVP - Del.Tavira

 

A Linha Nacional de Emergência da Segurança Social vai ser reforçada a partir do mês de Outubro com equipas da Cruz Vermelha que serão accionadas para ajudar crianças, jovens e idosos em perigo.

 

O Protocolo de Cooperação entre a Segurança Social e a Cruz Vermelha Portuguesa visa o desenvolvimento de acções de apoio e encaminhamento das situações de emergência da Linha Nacional de Emergência Social (LNES) 144.
 
A LNES é um serviço público de âmbito nacional, com funcionamento ininterrupto - 24 horas por dia, 365 dias por ano -, para protecção e salvaguarda da segurança dos cidadãos em situação de Emergência Social. A chamada é gratuita e, essencialmente, serve pessoas vítimas de violência doméstica, crianças, jovens em perigo, sem-abrigo e idosos em situação de abandono.
 
Na Linha Nacional de Emergência Social são tratados essencialmente dois tipos de situações: de emergência e de crise social.
  • Por emergência social entende-se todas as situações resultantes de não estarem asseguradas as condições mínimas de sobrevivência e que constituam um perigo real, actual ou iminente para a integridade física ou psíquica da pessoa.
  • As situações de crise são todas aquelas em que seja assumido e reconhecido pelo indivíduo ou família um pedido de ajuda imediato.
A Equipa Central da LNES é constituída por Técnicos Superiores do Instituto de Segurança Social que procedem à triagem das situações e, de acordo com a especificidade e localização das mesmas, fazem o encaminhamento para as Equipas Distritais de Emergência.
 
A partir da entrada em vigor do protocolo, a actividade destas Equipas Distritais passa a ser desenvolvida por técnicos da Cruz Vermelha Portuguesa.
 
Fonte: LUSA

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.