Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Apoio Social/Apoio a Idosos e Dependentes

19.04.07, CVP - Del.Tavira

 

 

O Apoio a Idosos e Dependentes é uma área importante da actividade da Acção Social da Cruz Vermelha Portuguesa que se tem vindo a organizar de forma a responder às solicitações crescentes, decorrentes do envelhecimento da população. Consiste fundamentalmente na prestação de cuidados institucionalizados e no domicílio, no empréstimo de ajudas técnicas e na disponibilização de transporte adaptado para pessoas com dificuldades de mobilidade. Tem-se privilegiado o desenvolvimento de intervenções que potenciem a permanência dos idosos no seu domicílio, mantendo-o autónomo e incluído na comunidade até ser possível.

Objectivos gerais:
- Contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos indivíduos e famílias;
- Retardar ou evitar a institucionalização.

Objectivos específicos:
- Assegurar aos indivíduos e famílias a satisfação das necessidades básicas;
- Prestar cuidados de ordem física e apoio psico-social aos indivíduos e famílias, de modo a contribuir para o seu equilíbrio e bem-estar;
- Colaborar na prestação de cuidados de saúde.


Apoio Domiciliário:

O Serviço de Apoio Domiciliário (SAD) é uma resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a indivíduos e famílias que, por motivo de doença, deficiência ou outro impedimento, não podem assegurar temporária ou permanentemente, a satisfação das suas necessidades básicas e/ou as actividades da vida diária. 
 
Apoio Domiciliário Integrado:

O Apoio Domiciliário Integrado (ADI) é um serviço prestado no domicílio que se concretiza através de um conjunto de acções e cuidados pluridisciplinares, flexíveis, abrangentes, acessíveis e articulados, de apoio social e de saúde. Assegura, sobretudo, a prestação de cuidados de enfermagem e médicos de natureza preventiva, curativa e outros, e a prestação de apoio social indispensável à satisfação das necessidades básicas humanas.

 


 

Assim, torna-se fácil perceber que os destinatários dos Serviços Domiciliários são pessoas em situação de dependência física, com fracos recursos económicos, em situação de isolamento social, com carências visíveis de cuidados e apoios resultantes da perda da autonomia individual. Parte dos nossos destinatários, pelas razões citadas, não podem comparticipar economicamente os serviços prestados. No entanto, este serviço continua e continuará a ser prestado, independentemente do apoio fornecido pelo utente. Isto, porque é imperioso reconhecer que o Idoso é um valor a preservar e que encerra em si uma riqueza de vida incalculável. É necessário sensibilizar a sociedade para uma melhor adaptação e aceitação do Idoso na vida social. 

A Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa implementou o seu serviço de Apoio Domiciliário em 1996. Inicialmente abrangia 38 utentes, tendo, ao longo dos anos, vindo sempre a aumentar a sua cobertura. Actualmente a valência de Apoio Domiciliário e de Apoio Domiciliário Integrado abrange, em média, cerca de 150 utentes por mês.

O serviço prestado consubstancia-se, de acordo com as necessidades específicas de cada utente, em 5 possíveis serviços individualizados: prestação de cuidados e apoio alimentar (que pode incluir duas refeições diárias); higiene e pessoal (1 ou 2 vezes por dia); tratamento de roupa; higiene habitacional; e, prestação de apoio a tarefas da vida quotidiana (compra, utilização e pagamento de serviços, etc.). Saliente-se que a valência tem funcionamento diário, 7 dias por semana, incluindo fins-de-semana e feriados e em horário alargado, das 09h às 20h. 

O Apoio Domiciliário permite ao idoso um acompanhamento, sistemático a diversos níveis, desde o fornecimento, distribuição e apoio alimentar, higiene pessoal, limpeza habitacional, tratamento de roupa e inclusive a facilitação e execução de tarefas quotidianas, como compras e pagamento e utilização de serviços.

Além da prestação destes serviços, o Apoio Domiciliário representa também um amigo, uma pessoa com quem o idoso pode falar, conviver e na qual pode confiar, apresenta-se assim como uma solução válida para o quebrar do isolamento e contribuindo para a manutenção do idoso no seu espaço natural, onde se sente mais confortável.

A área de intervenção abrange todo o concelho de Tavira, zona litoral e serrana (distribuídos pelas freguesias de Cabanas, Conceição de Tavira, Luz de Tavira, Santa Catarina, Santo Estevão e Santa Luzia) sendo, em média, percorridos cerca 15 mil km por mês (500/600 km/dia). Estão afectos a esta valência 30 funcionários distribuídos pelos serviços de Acção Social – Coordenação, Cozinha, Lavandaria, Higiene, Limpeza e Alimentação. 
 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx