Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Huniversal

Blog de notícias e actualidades da Delegação de Tavira da Cruz Vermelha Portuguesa. Conheça-nos melhor, descubra as nossas actividades e eventos, deixe-nos o seu comentário...

Musical Infantil "A Bela e o Monstro"

31.01.13, CVP - Del.Tavira

No passado sábado, dia 26 de janeiro de 2013, as crianças do Centro de Acolhimento Temporário “A Gaivota” tiveram a oportunidade de assistir ao Musical Infantil “ A Bela e o Monstro”, no Auditório Municipal de Olhão.

O musical é baseado no conto de Jeanne-Marie LePrince, com adaptação e encenação de Miguel Dias e é interpretado por Ana Balbi, Nuno Pires, Fábio Dántes, Marta Garcês, Sérgio Paulo, Bruno Pópulo, Nádia Amiano e Miguel Dias.

 Em nome das crianças do Centro de Acolhimento Temporário ‘A Gaivota’ queremos agradecer à Produtora e à Câmara Municipal de Olhão pela oferta dos bilhetes e à Junta de Freguesia de Santa Maria de Tavira pelo transporte.

 

Era uma vez…

Num reino muito longínquo, um belo príncipe que vivia num grande castelo. Certo dia, uma podre velhinha bateu-lhe à porta e como estava muito frio quis oferecer-lhe uma rosa em troca de abrigo.

O príncipe era muito egoísta e mimado ao olhar para a velhinha recusou-se a ajudá-la e mandou-a embora. Antes de partir, ela avisou-o que não se deve julgar ninguém pela aparência e que a verdadeira beleza vem de dentro. Ao dizer estas palavras, a velha transformou-se numa bela feiticeira. Ao ver como ela era bonita, o príncipe tentou desculpar-se, mas a feiticeira para o castigar, lançou-lhe um feitiço que o transformou num terrível monstro e todos os que viviam no castelo foram apanhados por esse feitiço.

A rosa que ela lhe tinha oferecido, na verdade, era encantada. Se ele descobrisse o verdadeiro amor antes dos 21 anos, voltaria a ser príncipe, ou então, caso não fosse capaz de amar e ser amado, quando a última pétala da rosa murchasse a caísse, ele ficaria condenado a ser um monstro para toda a vida.

Desde esse dia que uma grande dúvida vivia no seu coração: Será alguém capaz de aprendera a amar um monstro?”


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.